O cinema pode ser muito mais do que entretenimento. Certos filmes conseguem causar impactos para a vida inteira, ensinando valores e propondo novas formas de pensar o mundo, especialmente para crianças e adolescentes. Muitas vezes na rotina junto aos educandos, os professores se deparam com desafios na hora de propor conteúdos que agreguem à formação humana dos alunos. Para contribuir nesses momentos, separamos alguns títulos que abordam situações e temáticas que podem colaborar na hora de pensar em aulas e abordagens. Olha só:

Operação Big Hero

8-filmes-educativos-operação-big-hero

Vamos começar por um título que valoriza algo que muitos outros filmes infantis esquecem: a educação. Em “Operação Big Hero” (filme da Disney, de 2014), por trás de toda a aventura de super-heróis, super-vilões e mesmo da questão do luto, muito importante está o fato de que o irmão mais velho ensina o mais novo que a faculdade pode ser um lugar legal. E que lá, ele pode usar sua facilidade com matemática e robótica para criar coisas que ajudem os outros.

A classificação é livre e está disponível no Netflix.

FernGully: As aventuras de Zac e Crysta na Floresta Tropical

8-filmes-educativos-ferngully

Alguém se lembra desse clássico de 1992? Com uma pegada ecológica forte, o filme se passa numa floresta tropical, onde uma comunidade de fadas que nunca teve contato com humanos é ameaçada pela chegada de máquinas poluidoras e desmatadoras. Crysta, uma fada um pouco mais curiosa e aventureira, se une a um garoto para enfrentar o perigo. O interessante é que a animação não coloca os humanos como vilões, mas sim a própria poluição, personificada numa gosma preta medonha.

O filme da Century Fox tem classificação livre e está disponível no YouTube.

Wall-E

8-filmes-educativos-walle

Ainda no tema do meio-ambiente, “Wall-E” é provavelmente o filme mais equilibrado nesta lista: romântico, fofo e forte na mesma medida, feito para crianças e adultos. No filme da Disney, de 2008, Wall-E é um robozinho cuja função é compactar o lixo na Terra, enquanto os humanos vivem confortavelmente numa estação espacial. Na verdade, logo descobrimos que o planeta se tornou infértil pelo mau uso e que essas pessoas esperam poder voltar um dia. Além de abordar a questão do lixo e da natureza, o filme ainda alerta para o sedentarismo e a apatia da vida hiperconectada.

A classificação é livre e o título está disponível no Netflix.

Karate Kid

8-filmes-educativos-karate-kid

Nesse clássico da Columbia Pictures, de 1984, Daniel procura o Sr. Miyagi para aprender a revidar contra os garotos que o agridem na escola, mas o que ele encontra é a filosofia de vida não-violenta do Karate. Com muita disciplina e treino, ele aprende a controlar os próprios nervos e se torna mais confiante para encarar as adversidades.

Com classificação de 10 anos, o filme está disponível no YouTube.

Quero ser grande

8-filmes-educativos-quero-ser-grande

Esse filme é ideal para os educandos que ainda não chegaram à adolescência, mas já reclamam que a infância está cheia de proibições, experimente “Quero Ser Grande”. O filme de 1988 é um clássico da Century Fox que traz Tom Hanks no papel de um menino que, cansado de não poder fazer nada, deseja ser “grande”. No dia seguinte, ele acorda adulto, mas ainda com a mente de criança, o que rende muitos problemas, um amor impossível e cenas inesquecíveis como a do piano gigante na loja de brinquedos.

A classificação indicativa é livre e a obra está disponível a partir da pesquisa no Google.

Juno

8-filmes-educativos-juno

Falar sobre proteção pode ser complicado para alguns professores, mas é uma temática que em algum momento precisa ser abordada para motivar os educandos a terem atenção sobre esse tema. Para ajudar nessa conversa (não substituir, é claro), “Juno” é um bom ponto de partida. No filme da Fox, de 2007, uma adolescente engravida acidentalmente do melhor amigo e precisa decidir se fica com a criança ou a entrega para adoção.

A indicação é que o filme seja visto a partir dos 10 anos e ele está disponível no YouTube.

O Sonho de Wadjda

8-filmes-educativos-o-sonho-de-wadjda

Se você quer ensinar seus alunos a respeitar diferentes culturas e acreditar de verdade na igualdade entre os gêneros, “O Sonho de Wadjda” é essencial. Dirigido por uma mulher saudita (a primeira, diga-se de passagem), Haifaa Al Mansour, o filme acompanha a luta de uma menina árabe para realizar um sonho que, para muitos meninos, é algo comum: ter uma bicicleta.

Distribuído pela Imovision, a classificação indicativa é livre e está disponível no YouTube.

Hoje eu quero voltar sozinho

8-filmes-educativos-hoje-eu-quero-voltar-sozinho

Falando em respeito, que tal conversar sobre sexualidade com os pré-adolescentes? “Hoje eu quero voltar sozinho” é um filme brasileiro (de 2014) bem leve, sobre um menino cego que se descobre homossexual quando um novo aluno entra na escola. O filme foi distribuído pela Vitrine Filmes e quebra diversos tabus ao mostrar a rotina relativamente independente do protagonista e abordar o romance como qualquer outro: com toda a timidez e medo envolvidos nessa idade.

A classificação indicativa é para pessoas a partir de 12 anos e o título está disponível no Netflix.

Estoure a pipoca

Gostou das dicas? Combine com seus educandos atividades que envolvam o filme, leve pipoca e crie um clima de cinema. A educação pode ser divertida e o conhecimento pode ser construído a partir da tela da sua TV. Ah, e se você quiser conferir outras dicas inspiradoras, acesse os artigos que já temos preparados para você:

10 filmes para você aprender literatura clássica estrangeira

9 filmes que irão ajudar você a estudar

6 filmes sobre educação para se inspirar e refletir

 

acessibilidade-na-escola
Previous article Acessibilidade na escola é garantia de acesso à educação para todos
educacao-inclusiva
Next article O que é educação inclusiva e como aplicá-la em sala de aula?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close