Trabalhar com o tema meio ambiente pode garantir sucesso nas atividades bem como na formação integral dos alunos, pois a biodiversidade tem sido muito discutida, visando garantir atitudes de sustentabilidade.

A sustentabilidade é tida como a forma pela qual os homens utilizam os recursos da natureza, promovendo a garantia de que esses recursos não serão destruídos, mas garantidos para as gerações futuras. É o trabalho ecologicamente correto.

Nas salas de educação infantil ou mesmo do ensino fundamental, a escola pode desenvolver um projeto de jardinagem e hortaliças, voltado especificamente para trabalhar as necessidades de preservação ambiental.

Ao desenvolver esse trabalho, os alunos liberam as energias negativas, deixam o estresse do dia a dia de lado, e utilizam três dos sentidos: o tato, ao mexer com a terra; o olfato, através do cheiro da mesma; e a visão, observando o próprio desempenho durante as atividades.

A área da matemática também é explorada, pois podem pensar e discutir as dimensões dos canteiros, o tamanho que as plantas irão atingir, trabalhando conceitos de medidas.

Na área da linguagem, se as crianças não escrevem, poderão relatar as atividades, descrevendo-as e dando suas opiniões próprias; se escrevem, poderão desenvolver textos descritivos ou relatórios, conforme determinados pelo professor ou combinados com o grupo.

A disciplina de ciências fica por conta das observações dos fenômenos acontecidos durante o processo. A adubação da terra, o processo de regar as sementes e plantas, os primeiros brotinhos que aparecem, o crescimento da planta, necessidades básicas das plantas, fotossíntese, etc., de acordo com o nível de cada turma.

Hoje em dia muito tem se falado de sustentabilidade. Esse conceito deve ser explorado na escola, visando garantir a qualidade do planeta no futuro, pois as gerações que estão na escola, hoje, serão os profissionais de amanhã.

Recentemente pesquisas feitas na área da pecuária comprovaram a importância de atitudes de preservação ambiental, para se garantir a qualidade da carne, além de pesquisas sobre maus tratos dos animais. Os temas têm sido discutidos em congressos e fóruns de debate, pois as produções brasileiras não estão sendo bem aceitas no comércio exterior, em razão do uso excessivo de hormônios, para o crescimento acelerado dos animais, além das formas de abate que maltrata os mesmos.

O mesmo acontece no campo dos alimentos. Os países da Europa já desenvolvem técnicas de produção sem uso de agrotóxicos, e se o Brasil não alavancar suas produções nesse sentido, nossos produtos não serão mais aceitos nesses mercados.

Além disso, é importante ressaltar nas aulas que o homem moderno precisa rever seus conceitos e atitudes, pois a natureza precisa de uma chance. Não podemos continuar vivendo com tamanha destruição da flora e da fauna, dos recursos hídricos, pois isso tem destruído nossas vidas aos poucos.

O melhor a fazer é valorizar as atitudes verdes e priorizá-las no processo educativo, a fim de preparar as gerações de hoje para um futuro de qualidade.

Por Jussara de Barros, Graduada em Pedagogia
Texto retirado do Brasil Escola

The breakdown
sustentabilidade e educação
0/10
0
Total score
ProfessoresDoFuturo
Previous article Para o aluno queremos uma formação integral. E o professor, quem é que o forma?
Contos de fadas
Next article A importância dos contos de fadas no processo de aprendizagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close