Desenvolvido em cooperativas educacionais e escolas de todo o Brasil por meio de atividades educativas baseadas nos princípios, valores e virtudes cooperativistas, o Programa reforça o 5º e o 7º Princípios do cooperativismo, adotados mundialmente, que são respectivamente: Educação, Formação e Informação e o interesse pela Comunidade, viabilizando a transformação e aprimoramento da prática educativa a partir da cultura da cooperação.

O principal objetivo do Programa é despertar e reforçar na comunidade escolar assim como nos profissionais da Cooperativa, que são responsáveis pelo acompanhamento do Programa, a consciência sobre a cooperação, mostrando também que o cooperativismo é uma opção de geração de trabalho e renda.

O cooperativismo é um sistema socioeconômico que tem a educação como base para o seu desenvolvimento, tornando-a um dos princípios que norteiam sua prática. Assim, educar para a cooperação, a solidariedade, a ajuda mútua, a participação e a democracia são compromissos das Cooperativas, que assumem a responsabilidade de disseminá-los.

E foi dentro deste contexto que o SESCOOP estruturou o Programa Cooperjovem para que a comunidade escolar possa refletir sobre sua realidade e, praticando a cooperação, possa propiciar uma mudança de comportamentos e atitudes pautadas na educação cooperativa.

Objetivos

  • Disseminar a cultura da cooperação, baseada nos princípios e valores do cooperativismo, por meio de atividades educativas;
  • Promover o intercâmbio entre escolas e cooperativas;
  • ƒQualificar os professores na metodologia do programa para que sejam os principais incentivadores da proposta;
  • ƒDesenvolver ações que valorizem os professores e alunos estimulando-os a participarem do Programa e divulgarem-no em sua localidade;
  • ƒOrientar os parceiros do Programa Cooperjovem para acompanhamento e desenvolvimento das atividades nas escolas; ƒ
  • Desenvolver práticas pedagógicas que estimulem e propiciem uma formação apoiada na educação cooperativa;
  • ƒDotar as escolas de meios para a inserção e o desenvolvimento da educação cooperativa no cotidiano escolar.

Formação dos educadores

Os professores que atuam com o Programa Cooperjovem passam por uma formação de 48 horas (total) com material específico do Programa. Durante esta formação, os participantes, recebem informações pertinentes ao Cooperativismo, à Cooperativa Parceira do Programa, assim como são formados na metodologia de Projetos Educacionais Cooperativos, que compreendem projetos surgidos pela investigação de uma situação-problema.

Como o Projeto Educacional Cooperativo (PEC) é elaborado coletivamente, a comunidade escolar pode intervir na sua própria realidade, interagindo de forma cooperativa para sua transformação. Assim, o Programa Cooperjovem pode transpor os muros da escola na busca por um mundo mais solidário e cooperativo para todos.

Essa sistematização das informações foi adotada para facilitar o entendimento do leitor e não descreve a abrangência da metodologia proposta.

Palavra do presidente: semente de um novo tempo

“Nada mais salutar que as crianças participem de atividades que tragam os valores da cooperação para o ambiente escolar, contribuindo para a plena formação desses pequenos cidadãos, que vão assumir os rumos do Brasil no futuro.”

Os princípios e valores do cooperativismo são nossa declaração de identidade. É o que somos como organização, a essência que deve nortear nossas estratégias e ações. Dessa forma, é prioridade do setor disseminar na sociedade seus diferenciais, garantindo também que os mais jovens tenham conhecimento e acesso aos benefícios da cooperação. Cumprir com essa missão é o que propõe o Programa Cooperjovem, desenvolvido há 17 anos em todo o Brasil pelo Sistema OCB – Organização das Cooperativas Brasileiras, materializando o quinto e o sétimo princípios do cooperativismo, que tratam de educação, formação, difusão de informações e preocupação com a comunidade. No Paraná, o Cooperjovem é operacionalizado pelo Sescoop/PR (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo), em parceria com mais de 20 cooperativas do estado, abrangendo cerca de 30 mil alunos, 1.845 professores e 333 escolas públicas, em 87 municípios.

Nada mais salutar que as crianças participem de atividades que tragam os valores da cooperação para o ambiente escolar, contribuindo para a plena formação desses pequenos cidadãos, que vão assumir os rumos do Brasil no futuro. Disseminar a filosofia do cooperativismo é também oportuno nesse momento difícil por que passa o país, penalizado por práticas políticas condenáveis e que envergonham aos brasileiros que querem empreender e construir uma nação mais justa e solidária.

O Cooperjovem tem a nobre missão de atuar em conjunto com os educadores num processo de transformação criativa e democrática, na qual a construção se dá por meio da união de esforços e da solidariedade. É preciso ressaltar que o escopo pedagógico, referendado por um trabalho criterioso do Sescoop Nacional, tem no professor um elemento fundamental para o sucesso do Programa. Aos professores, que se envolvem com empenho e dedicação para viabilizar o Cooperjovem, nossos mais sinceros agradecimentos. Importante também citar o apoio e a parceria das cooperativas, das secretarias municipais de educação, das escolas abrangidas pelo programa e de todos os colaboradores do Sescoop/PR e das cooperativas, pelo engajamento e determinação em realizar com competência essa im- portante ação educativa.

Para que o Brasil se torne uma nação mais igualitária e desenvolvida, precisamos todos nos unir para realizar a revolução da educação. Somente com investimento contínuo e envolvimento da sociedade é que se fará a transformação qualitativa do país, para que sejamos não apenas uma força econômica, mas uma potência em desenvolvimento humano e qualidade de vida. O Cooperjovem é uma semente que os educadores e cooperativistas plantam nos corações e mentes de nossas crianças – sua multiplicação pode fazer sim a diferença para o futuro do Paraná, das comunidades e cooperativas. Gente preparada, educada, engajada em ideais de solidariedade e honestidade, esse é o objetivo-chave da experiência cooperativista. E o Cooperjovem dissemina a essência da cooperação naqueles que serão os protagonistas do amanhã.

José Roberto Ricken,
Presidente do Sistema Ocepar

Confira aqui um relato real sobre o Programa Cooperjovem.

educacao
Previous article Uma escola corajosa
Next article A União Faz a Vida: crianças com brilho nos olhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close