Segundo especialistas em desenvolvimento infantil, é essencial que crianças do 0 a 6 anos tenham a coordenação motora desenvolvida, uma vez que é isso que irá ensiná-las a ter domínio do seu próprio corpo.

Até os dois anos de idade o ideal é que se exercite a coordenação motora ampla – ou coordenação motora grossa –, que envolve músculos maiores e permite atividades como engatinhar, andar, correr, pular, subir escadas, etc. Já para crianças acima de dois anos, é de extrema importância que a coordenação motora fina seja desenvolvida.

Na coordenação motora fina, os músculos menores são desenvolvidos juntamente com os dedos. Se esses músculos não são exercitados, a criança poderá ter dificuldades em tarefas simples do dia a dia, como escrever, amarrar sapatos ou abotoar a roupa.

A seguir, separamos 9 brincadeiras para serem feitas em sala de aula com o intuito de desenvolver a coordenação motora fina:

  1. Tracejado

 

Uma excelente atividade para iniciar as crianças na coordenação motora fina é o tracejado. Você pode buscar modelos na internet ou fazer desenhos na cartolina e pedir para as crianças desenharem por cima do modelo.

  1. Criar corridas com zigue-zague

Você pode desenhar percursos em zigue-zague para que as crianças contornem usando um carrinho ou fazendo um traçado com o próprio lápis.

  1. Futebol com fitas ou obstáculos

Parecido com a brincadeira de cima, só que aqui o objetivo é desenhar um caminho no chão para que as crianças percorram usando uma bola. Isso vai ajudar elas a exercitarem equilíbrio e domínio do pé.  

  1. Brincadeira com pregadores

Pinte uma cartolina com cores diferentes e pinte um pedaço de cada pregador de uma das cores da cartolina. Esse jogo funciona como uma espécie de “jogo de memória”, a criança deverá colocar o pregador com a cor correspondente na cartolina. Por exemplo, o pregador azul deverá ser preso na parte azul da cartolina. Uma outra forma de fazer esse jogo é usar letras, ao invés das cores.

  1.  Brincadeira dos botões

Esta brincadeira é bem simples. Faça buracos de tamanhos variados em uma caixa de sapatos e incentive as crianças a guardarem cada botão no lugar certo conforme tamanho e cor.

  1. Recortar formatos diferentes

Crie formas diferentes em um papel para que as crianças possam recortar com uma tesoura sem ponta. Essa atividade é indicada para crianças maiores.

  1. Amarrar os sapatos

 

Você pode usar uma caixa de sapatos ou uma cartolina recortada em forma de sapato para essa atividade. Com essa brincadeira, a criança não só treina a coordenação de passar o cadarço pelo lugar certo, mas também aprende de um jeito divertido a como amarrar os sapatos.

  1.  Massinha


Deixe as crianças criarem diferentes formas usando a massinha! Está é uma excelente forma delas exercitarem os dedos e aprenderem a dosar a sua força.

  1. Colorir

Se a turma já souber usar lápis, promova atividades de colorir e ensine as crianças a como pintar dentro das bordas do desenho.

No começo de algumas dessas atividades, poderá ser preciso segurar as mãos da criança para mostrar como se faz. Depois, o ideal é que a criança faça a atividade sem ajuda. Caso note que mesmo depois de várias atividades, alguma criança demonstre uma dificuldade grande com a coordenação motora, entre em contato com os pais para que a criança seja encaminhada para um especialista. É importante que problemas com a coordenação motora fina sejam identificados logo cedo para que a criança não seja prejudicada no futuro.

O que achou dessas brincadeiras? Qual mais você acrescentaria na lista? Deixe sua sugestão nos comentários.

Aprendizagem
Previous article 3 problemas que dificultam a aprendizagem e como superá-los
Ted Talks
Next article 7 Ted Talks recomendadas por estudantes para estudantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close