Apesar de parecer básico, ensinar crianças a segurar o lápis pode ser uma tarefa complicada, que demanda tempo e paciência. Em tese, é uma tarefa que deveria ser ensinada em casa, porém nem sempre essa realidade é possível e cabe aos professores ensinarem as crianças a forma correta de segurar e/ou orientar a família sobre como exercitar o manuseio do lápis.

Primeiramente, antes de iniciar o uso do lápis e o processo de alfabetização, é preciso que a criança desenvolva a coordenação motora ampla (que envolve músculos maiores e permite atividades como engatinhar, andar, correr, pular, subir escadas, etc.) e a coordenação motora fina (que envolve músculos menores e dedos). Até os dois anos de idade o foco tem que ser o desenvolvimento da coordenação motora ampla, após essa idade, é que se inicia o desenvolvimento da coordenação motora fina.

A coordenação motora fina é que permitirá que a criança consiga segurar o lápis de forma adequada, consiga desempenhar tarefas que exijam concentração e atenção com mais facilidade e ganhe autonomia e confiança sobre o seu próprio corpo. Problemas com essa habilidade podem levar a criança a ter sérias dificuldades na hora de escrever, como: escrever com muita força, ter letra ilegível, escrever fora da linha ou pintar fora da borda, entre outros.

Para exercitar a coordenação motora fina, existe uma série de atividades e brincadeiras que podem ser feitas, como jogos com pregadores, brincadeiras de amarrar o sapato e etc. Você pode clicar aqui para ver uma lista de atividades para treinar a coordenação motora fina.

E como ensinar a criança segurar lápis?

Veja abaixo três técnicas simples para ensinar a maneira correta de segurar o lápis:

1. Técnica da bolinha de papel
a) Primeiramente, faça uma bolinha pequena usando um papel ou um guardanapo.
b) Em seguida, peça para a criança segurar a bolinha usando o dedo mindinho e o “seu vizinho”
c) Peça para a criança segurar o lápis com os outros três dedos, como no desenho abaixo:

Naturalmente, ela irá encontrar a posição mais confortável para segurar o lápis.

2. Técnica do pregador
Essa técnica consiste em colocar um pregador no lápis, na altura em que a criança deve segurá-lo, dessa forma, o pregador servirá de suporte para os outros dedos.

3. Borrachinhas para lápis

Este produto pode ser encontrado em papelarias. É uma borrachinha já no formato certo para segurar o lápis:

Como começar o processo de usar o lápis?

Comece estimulando a criança a desenhar e colorir. Para essa primeira etapa o ideal é não dar para crianças desenhos prontos, até porque ela ainda não terá noção de como desenhar dentro das bordas. Ofereça para a criança um papel em branco e deixe que ela crie livremente. A recomendação é que nessa etapa sejam usados giz de cera grossos. Uma ideia é derreter o giz de cera em uma forma de cupcakes e transformá-los em blocos, como o exemplo abaixo:

Conforme a criança for exercitando, você pode passar para giz de cera mais finos e começar a ensinar a criança a pintar dentro das bordas, até finalmente passar para o lápis.

Lembre-se de que o processo de segurar o lápis pode ser um pouco demorado, pois para a criança será um desafio, então tenha paciência para auxiliar a criança nesta fase. Gerar cobranças em cima da criança pode tornar a experiência pesada, estressante e cansativa.

Se você notar que a criança está tendo dificuldades além do esperado, oriente a família a procurar um especialista, como um psicomotricista. É importante que problemas com a coordenação motora sejam identificados logo cedo para garantir que a criança não terá suas habilidades comprometidas no futuro.