Entenda como funcionam a educação na França, o sistema de ensino, avaliações e curiosidades sobre as escolas no país.

A nossa jornada pelas escolas no mundo continua. Dessa vez, iremos falar sobre como é a educação na França, país que oferece escolas gratuitas de qualidade e com ensino forte de educação cívica e filosofia.

Entenda a seguir como é o sistema de ensino, de avaliações e curiosidades sobre como funcionam as escolas francesas.

Como é a educação na França

Na França, o Ministério da Educação Nacional existe desde 1932 e é o responsável direto pela política educacional no país. É assistido por três secretários de Estado: para o ensino universitário, para a pesquisa e escola.

O sistema é bastante centralizado, sendo assim, as funções mais importantes como nomeação e formação de professores, recrutamento e pagamento, organização escolar, horários e férias são obrigações do Estado.

Além disso, o sistema é quase inteiramente público e fundamentalmente laico. No entanto, existem algumas instituições de ensino privadas que são, na maioria das vezes, católicas. Mas, em ambos os sistemas, são cursadas as mesmas disciplinas, seguindo o mesmo programa e aplicadas as mesmas reformas escolares.

Como é o sistema de ensino na França

No país, a escola é obrigatória entre os 6 e 16 anos e está organizada da seguinte forma:

  • École Maternelle (jardim de infância) – de 2 ou 3 anos de idade a 6 anos.
  • École élémentaire (escola primária) – dos 6 aos 11 anos.
  • Collège (colégio) – dos 12 aos 16 anos.

Após os 16 anos, o aluno entra no ensino médio. Nesse momento, é possível seguir por três caminhos : ensino clássico, técnico ou profissionalizante.

O ano letivo na França

O ano letivo na França começa em setembro e termina em junho/início de julho. Ou seja, o ano letivo na França 2022-2023 começa em setembro de 2022 e vai até junho/julho de 2023. Além disso, o calendário é dividido em zonas pelo país e cada uma inclui diversas academias.

Também, o ensino é integral com 24 horas de aulas por semana. Cada escola tem liberdade para flexibilizar os seus horários, desde que o currículo do ano letivo tenha, pelo menos, 24 horas de aula por semana, ao longo de 36 semanas.

As matérias nas escolas francesas

As principais disciplinas na educação francesa são:

  • Francês;
  • História;
  • Geografia;
  • Educação Cívica;
  • Matemática;
  • Física e Química (a partir do quinto ano);
  • Ciência;
  • Música;
  • Educação artística;
  • Educação Física;
  • Tecnologia;
  • Língua estrangeira.

Já na educação primária, as crianças têm aula de francês, matemática, história, geografia e línguas estrangeiras. Ademais, é neste momento do ensino que os alunos começam a ter  noções de filosofia, para que questionem o ser e as suas relações com o mundo.

Ao chegar ao colégio (entre 12 e 16 anos), as línguas estrangeiras se tornam obrigatórias. Durante o primeiro e segundo ano é preciso escolher entre inglês e alemão e, a partir do terceiro, a escolha pode ser entre inglês, alemão, espanhol, italiano, russo, chinês ou mesmo outras línguas oferecidas pela escola.

Além disso, os alunos começam o estudo de disciplinas científicas, como biologia, física e química, sem esquecer a educação cívica. Essa é uma das principais disciplinas francesas, destinada a formar os futuros cidadãos de amanhã. O programa de estudo conta com: história da França, do voto, direitos civis, e, claro, a “liberté, égalité, fraternité”.

Além do horário escolar, existem algumas atividades extracurriculares, por exemplo, o clube de leitura ou o curso de chinês.

O método de ensino

Na França, os métodos de ensino são muito mais práticos, especialmente nas disciplinas científicas. No ensino médio, por exemplo, os órgãos de animais são examinados durante as aulas. Isso porque, eles preferem um método que aproxima os jovens do mundo do trabalho.

Além disso, dependendo da escola, existem dois métodos de ensino. Em um, os alunos permanecem na sala de aula e os professores passam de aula para aula, como normalmente acontece no Brasil. Já no outro, os alunos passam de sala em sala.

Avaliações na educação francesa

As formas de avaliações nas escolas francesas são bastante diferentes das que estamos acostumados no Brasil. No país, a avaliação é feita sem o uso de notas. Desse modo, procura-se evitar o espírito de competição e fomentar o interesse pela aprendizagem.

Curiosidades sobre a educação na França

  • A educação é realmente gratuita. Os alunos só precisam comprar cadernos e canetas. Os livros e materiais escolares e até as excursões são pagos pela escola.
  • Os recessos são mais espalhados: 2 semanas de férias a cada 6 ou 7 semanas de escola. Além das férias de 2 meses entre um ano letivo e o outro.
  • Quase não há dever de casa. Isso porque as crianças passam muitas horas na escola. Os professores procuram estimular os alunos durante o horário escolar e esgotar o assunto em sala de aula.
  • Os alunos fazem muitos trabalhos manuais.
  • Os alunos são expostos à linguagem e à expressão artística, como desenho, canções, canções de ninar e dança.
  • As escolas francesas estão localizadas em edifícios modernos e contam com os equipamentos necessários para a aprendizagem, como: computadores e tablets, laboratórios com equipamentos específicos e ginásios equipados.

Se você quer continuar entendendo como é a educação pelo mundo, veja como são as escolas nos Estados Unidos, Chile, China, Finlândia e Canadá.

Previous article Benefícios do ensino em período integral: entenda como essa modalidade pode ser vantajosa
Next article Inteligência artificial na educação: a tecnologia como aliada dos professores

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close