Na volta para o ambiente escolar é fundamental promover atividades para retomar a socialização das crianças na escola. Confira dicas!

Certamente, 2020 e 2021 vão entrar para a história como anos atípicos em todas as áreas. Com a pandemia da Covid-19, as aulas presenciais, por exemplo, foram canceladas e os alunos passaram a estudar de forma remota. Mas com a recente volta à normalidade, além da preocupação com os conteúdos das disciplinas, pais e professores também ficam apreensivos com a retomada da socialização das crianças.

Confira nosso artigo com dicas de atividades que garantem uma interação social mais tranquila. Vamos lá?

A socialização das crianças nas escolas

Quando a criança começa a frequentar a escola, gradualmente, seus colegas passam a desempenhar um papel importante em seu processo de desenvolvimento.

É por meio da escola e das atividades esportivas que as crianças também aprendem a se relacionar com outras pessoas, além de seus familiares. A escola representa o primeiro passo para a independência delas, para a descoberta de outras figuras diferentes da materna ou paterna.

Além disso, a socialização da criança permite abertura e autoconhecimento com o compartilhamento das próprias emoções.

Os prejuízos com a pandemia

As escolas precisaram enfrentar os perigos da pandemia adaptando o ensino ao modelo remoto.

Em casa, não há colegas de classe. Prestar atenção nas aulas pode ser mais difícil e se distrair, muito fácil. Sem contar que a socialização fora do ambiente familiar, chamada de secundária, é igualmente importante para o processo de formação das habilidades específicas necessárias para o desempenho do papel de adulto.

Retorno das aulas

Aos poucos, no entanto, as escolas vão retornando às aulas presenciais. Nesse momento, é preciso ter em mente que, além do conteúdo perdido, a socialização das crianças também foi prejudicada. Por isso, cabe ao professor promover a integração de todos os alunos de forma tranquila, e respeitando a individualidade de cada um.

Para ajudar, as atividades em grupos são essenciais para que seja retomada a integração social.

Atividades e discussões em pequenos grupos

Pensar em atividades em grupo parece difícil, já que, o que mais temos visto são recomendações para o distanciamento social. Mas isso não significa que é impossível promover atividades em grupos na escola.

Esses momentos são importantes para que os alunos aprendam a ouvir e a respeitar o outro. No retorno às aulas presenciais, é preciso muita criatividade para elaborar estratégias de trabalhos em grupo, mas que respeitem o distanciamento social .

Entrevista em duplas

Peça para que alunos formem duplas, de preferência com aqueles que não conhecem ou com os quais tenham menos interação.

Então, cada um deve fazer perguntas para o seu parceiro para conhecê-lo mais, sobre filmes favoritos, desenhos, comida predileta. O professor pode ajudar com as perguntas. Após terminarem as entrevistas, as crianças podem formar novas duplas e assim, todos se conhecem mais.

Com essa atividade, as crianças podem descobrir gostos em comum e criar novas amizades.

Discutindo a história

O professor conta uma história interessante e depois divide os alunos em pequenos grupos. Cada um deve discutir a história contada, com os seguintes pontos:

  • O que aprendemos?
  • Qual poderia ser o futuro dos personagens?
  • O que cada personagem fez de errado ou certo?

Depois, cada grupo apresenta as discussões para o resto da sala.

Criando uma história

Divida a sala em grupos de 4 ou 5 alunos. Comece a contar uma história curta, e pare em determinado ponto. Peça então, que cada grupo discuta e continue a história, de acordo com a sua imaginação. Eles precisam entrar em consenso e, após um tempo, cada equipe irá contar a história para o resto da turma.

Se os alunos já forem alfabetizados, eles ainda podem escrever uma redação com a continuação da história que imaginaram. Essa atividade é excelente para que as crianças aprendam a ouvir e a trabalhar em grupo.

Jogos e brincadeiras para a socialização

Brincar é uma ferramenta fundamental para ajudar as crianças a crescer e aprender sobre seu corpo, mas também para socializar e fazer amizade com outras crianças.

Nesses momentos, os alunos aprendem a socializar, dividir, conversar e respeitar um ao outro de maneira lúdica.

Gincanas em  equipes

Separe os alunos em equipes para que cada um deles participe de uma das atividades das gincanas e some pontos para o seu grupo. Entre as brincadeiras, podemos citar:

  • bambolê;
  • boliche;
  • corrida no saco;
  • corrida de obstáculos;
  • pular corda.
Descobrindo “Quem sou eu?”

Um aluno deve sair da sala por alguns minutos. Então, professor e turma decidirão qual personagem aquele aluno será. Ao retornar, ele tem que fazer perguntas aos colegas (que só podem responder sim ou não) para descobrir quem é a figura escolhida.

Uma vez descoberto, ele deve indicar outra pessoa para participar.

Show de talentos

Organize com a classe um show de talentos. Os alunos poderão apresentar algum talento com a música, ou dança ou uma peça de teatro. Eles podem fazer a apresentação sozinhos, em duplas ou em grupos.

Faça com que os alunos incentivem e apoiem uns aos outros. É importante que cada um mostre seu talento e até descubra com seus amigos as preferências em comum.

A volta às aulas pode ser um momento desafiador para a socialização das crianças, mas os professores podem usar esse período para ensinar ainda mais sobre integração.

Veja aqui também como combater o analfabetismo funcional no pós-pandemia

Previous article Aulas de história na escola: qual a importância e como torná-las mais atrativas
Next article Setembro amarelo nas escolas: como professores podem ajudar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close