Entenda como estimular a coordenação motora na escola com dicas de atividades para fazer na sala de aula

Ao nascer, a criança é totalmente dependente dos adultos. No entanto, com o passar do tempo e o seu  desenvolvimento, ela passa a ter mais autonomia e fazer pequenas ações sem a ajuda de outras pessoas. Grande parte das habilidades motoras é adquirida durante a primeira infância. Desenvolver a coordenação motora na escola é natural e acontece durante as atividades educativas, e existem práticas que auxiliam nesse processo.

Quer algumas dicas? Confira aqui ideias para ajudar a estimular a coordenação motora na escola.

A coordenação motora na escola

A coordenação motora é a capacidade do corpo humano de fazer movimentos articulados de forma precisa e coesa, usando os músculos e esqueletos para dominar o corpo no espaço. Ela pode ser dividida em dois tipos: grossa e fina.

Em suma, a coordenação motora serve para dar às pessoas:

  • Equilíbrio.
  • Consciência corporal.
  • Lateralidade: consciência dos lados esquerdo e direito do corpo.
  • Coordenação muscular.
  • Orientação espacial: consciência da posição do corpo no espaço e em relação a outros objetos ou pessoas.
  • Pequenos gestos como cortar, colar e manipular.

Essas habilidades podem ser desenvolvidas em casa com os pais e, claro, na escola, onde também é possível oferecer diversas atividades para que os pequenos aprimorem a coordenação motora.

Coordenação motora fina

 A coordenação motora fina é aquela que desenvolve pequenos músculos dos dedos e das mãos para fazer movimentos precisos como segurar corretamente um lápis ou tesoura.

As atividades que desenvolvem a coordenação motora fina são essenciais para ajudar a criança a melhorar a capacidade de desenvolver pequenos gestos do dia a dia, dominar e controlar o corpo e realizar movimentos mais meticulosos. Essa é uma boa base para uma saúde cognitiva, social e emocional saudável.

Dicas de atividades

Para trabalhar a coordenação motora nas escolas, desenvolvendo a capacidade de realizar ações de precisão com as mãos, os professores podem trabalhar as seguintes atividades:

Massa de modelar

 Brincar de massa de modelar é uma maneira lúdica para a criança desenvolver a coordenação motora fina na escola. Com a massinha, o professor pode pedir ao aluno para criar personagens, por exemplo.

Corte e colagens

Cortar e colar estão entre os exercícios mais adequados para estimular as habilidades manuais das crianças. Prepare a mesa com cola, tesouras próprias para crianças e uma grande quantidade de pedaços de papel e cartões. Deixe as crianças recortarem e colarem como quiserem, explorando a imaginação.

Classificação de objetos

Coloque vários pequenos objetos como botões, moedas ou brinquedos na frente de cada aluno. Faça com que ele use a pinça de polegar e indicador para classificar os objetos por categoria, como tamanho ou cor. Nessa brincadeira, lembre-se de sempre entregar objetos com tamanhos de acordo com a idade de cada criança.

O sol que não brilha mais

Corte um círculo de papelão e desenhe dois olhos, um nariz e uma boca. Peça para cada aluno pegar prendedores de roupa e colocá-los ao redor do sol para representar os raios.

Coordenação motora grossa

 A coordenação motora grossa é aquela que controla os grandes músculos do corpo e serve para a criança fazer atividades simples como andar, correr, sentar, engatinhar, escalar ou jogar bola.

Esse tipo de coordenação geralmente começa a se refinar durante a primeira infância. É preciso lembrar que, à medida que a criança vai consolidando novas habilidades, ela sentirá a necessidade de enfrentar novos desafios, ganhando o controle total de seu corpo durante a infância.

Dessa forma, o professor deve sempre criar atividades mais desafiadoras conforme o tempo vai passando.

Atividades que estimulam habilidades motoras grossas

 É importante estimular as crianças a desenvolver a coordenação motora grossa desde a primeira infância. Para isso, confira algumas atividades indicadas para a escola:

Brincadeiras com bola

Jogos com bola são excelentes para desenvolver os músculos dos braços e das pernas e ajudam a encontrar o equilíbrio. Em jogos de futebol, por exemplo, incentive os alunos a chutarem com os dois pés. Já em uma queimada (ou caçador), também é preciso instruir o aluno a fugir das boladas.

Mímica

Jogos de mímica são excelentes para que o aluno desenvolva a coordenação motora na escola. Quando ele imita outros movimentos, ajuda a refinar a lateralidade, a coordenação espacial e a consciência corporal.

Parque

Em escolas do jardim de infância que tenham parquinhos, usar esse recurso também é uma excelente opção. Qualquer brinquedo que exija que o aluno suba, desça, empurre, puxe, pule ou deslize é uma boa forma de praticar exercícios motores e adquirir habilidades cada vez mais complexas que tornarão a criança mais confiante e consciente do seu corpo.

Amarelinha

 Para estimular o equilíbrio, nada mais divertido do que uma gostosa brincadeira de amarelinha.

Estátua

Coloque uma música e os alunos devem ficar em posição de estátua quando ela parar. Assim, eles desenvolvem o equilíbrio e a consciência corporal.

Se você quer mais dicas sobre esse assunto, veja nosso e-book gratuito sobre a coordenação motora grossa e fina na educação infantil.

 

Previous article Escolas nos Estados Unidos: Como é estudar no país?
Next article Aulas de história na escola: qual a importância e como torná-las mais atrativas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close