Entenda como as metodologias ativas podem ser úteis para o aprendizado em todas as idades e as vantagens de usá-las em sala de aula.

Um dos desafios mais importantes que os professores enfrentam atualmente é tornar o aprendizado dos alunos mais ativo e participativo. Para ajudar nessa missão, vamos apresentar as metodologias ativas, que são estratégias didáticas que colocam o aluno no centro do seu próprio processo de aprendizagem, envolvendo a sua criatividade e o seu sentido de iniciativa, mas sem deixar de lado os conteúdos curriculares.

Apesar de novo, esse processo está em plena evolução. Por isso, separamos 7 motivos para você usar as metodologias ativas em sala de aula. Vamos lá?

1. As metodologias ativas envolvem o aluno

As metodologias ativas pressupõem uma participação mais ativa por parte dos alunos, que não se limitam a apenas ouvir as explicações do professor, fazer anotações, memorizar e depois repetir os conteúdos.

Pelo contrário, elas envolvem a realização de uma atividade, muitas vezes em grupo, em que os alunos desempenham um papel construtivo e ativo, não sendo apenas ouvintes passivos que anotam e respondem questões. Dessa forma, o aluno tem mais chances de adquirir conhecimento por ser responsável pelo próprio aprendizado.

2. Aceita várias formas de resolver problemas

Um problema pode ser resolvido de várias formas, e as metodologias ativas incentivam a procura por diferentes soluções. Com elas, não existe uma única forma de resolver o problema apresentado, mas sim, uma multiplicidade de resoluções, algumas mais eficientes e outras menos.

Nesse contexto, o erro também é significativo, pois torna-se, simplesmente, uma forma menos ou nada eficaz de responder a um contexto.

3. Existem várias metodologias ativas e o professor pode escolher com qual trabalhar

Entre as metodologias ativas e inovadoras podemos destacar:

Todas têm em comum a centralidade do aluno, a resolução múltipla dos cenários didáticos propostos e, por fim, a avaliação e autoavaliação durante todo o processo. Portanto, a avaliação não é feita apenas pelo professor no final da aula ou de uma prova.

Com tantas opções, o professor pode escolher qual metodologia se ajusta ao contexto da turma. É importante lembrar que algumas metodologias podem ser usadas em atividades pontuais, já outras devem fazer parte do cotidiano da turma.

4. Podem ser usadas desde a educação infantil até a faculdade

Outra vantagem das metodologias ativas é que elas podem ser aplicadas da educação infantil à faculdade. Portanto, não importa que nível de ensino seja, e sim, que elas podem ser úteis e ajudar os alunos com o aprendizado em todas as etapas escolares.

5. Elas são inclusivas

As metodologias ativas também são inclusivas e permitem uma diferenciação do ensino, ou seja, que o estilo de aprendizagem de cada aluno seja respeitado, ao contrário da imposição de uma aula frontal, que é afinada apenas com alunos que têm um estilo convergente e auditivo.

Assim sendo, a forma com a qual o ensino será passado faz com que diferentes alunos sejam colocados em condições de aprender, sem limitar os métodos ou adotar apenas um.

6. Estimula diversas competências dos alunos

A aprendizagem ativa é útil para desenvolver e fortalecer a aprendizagem autônoma, os talentos individuais, o valor de viver e aprender em grupo. Além disso, a escola torna-se não só um lugar de desenvolvimento cultural, mas também de participação cívica e social, de cidadania ativa.

Uma pesquisa da Universidade de Stanford (EUA) aponta que estudantes que aprendem colocando a mão na massa, isto é, de forma mais ativa, têm um desempenho até 30% melhor que seus colegas que aprendem de forma convencional.

Mas não é só isso. Com tais métodos disponíveis e individualizados, os alunos desenvolvem diversas competências que vão além do assunto abordado em aula. Algumas delas são:

  • autonomia;
  • confiança;
  • criatividade;
  • estímulo a habilidades cognitivas e socioemocionais;
  • aptidão para resolver problemas;
  • desenvolve senso de pertencimento e de responsabilidade;
  • pensamento crítico;
  • melhora a memória;
  • empatia;
  • cidadania
  • forma cidadãos atuantes e futuros profissionais valorizados no mercado de trabalho.

7. Retém o aluno na escola

Outra vantagem é que as metodologias ativas ajudam o aluno a perceber a evolução do seu aprendizado e auxilia, inclusive, a diminuir a evasão escolar. Isso porque ele estará satisfeito com o ambiente da sala de aula e com o fato de que aprende de uma forma que é útil para ele.

Sem contar que os alunos se sentem mais estimulados para fazerem tarefas de casa, já que as lições devem ser mais atrativas.

Tudo isso certamente vai melhorar todos os aspectos da educação. Para conhecer mais sobre atuações transformadoras nessa área, conheça os projetos desenvolvidos pelo Programa A União Faz a Vida.

Aliás, continue sua leitura e veja aqui a metodologia do Programa A União Faz a Vida na formação de pequenos cidadãos cooperativos: um relato de experiência de sucesso!

Previous article Como trabalhar os temas transversais na Educação Infantil e Ensino Fundamental
Next article Escola em Portugal: como funciona o sistema de ensino no país

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close